Categorias
Notícias

Entidades lançam projeto para fomentar uso de softwares livres em arquitetura, urbanismo e engenharia

Promover, cada vez mais, o uso e o desenvolvimento de softwares livres e gratuitos para todos os profissionais é o principal objetivo do projeto Solare – Software Livre para Arquitetura e Engenharia –, lançado nesta quinta-feira durante live do 44º Encontro Nacional de Sindicatos de Arquitetos e Urbanistas (Ensa). Em uma grande parceria entre a Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA), a Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge), a Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo (Abea) e a Federação Nacional de Estudantes de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (FeNEA), a iniciativa visa difundir os programas já existentes no mercado, como o Linux, o LibreOffice e o FreeCAD.

Conforme explicou o secretário da FNA Danilo Matoso, que é um dos criadores do Solare, o software livre “é aquele que respeita a liberdade e o senso de comunidade dos usuários”. Nesse formato, é possível executar, copiar, distribuir e melhorar o software livremente, dispondo do acesso ao código-fonte do programa publicamente. “Temos que controlar os meios de produção pelo qual trabalhamos. É direito nosso, como coletividade, definir a maneira como trabalhamos”, enfatizou. Para além da democratização dos programas, um software livre também foge dos padrões de obsolescência programada dos tradicionais programas pagos, que sofrem atualizações e acabam não aceitando formatos antigos de arquivo. “O que vai ser da geração de arquitetos que fez toda sua produção digitalizada e que não sabe se vai ter sistema pra ler arquivos binários no futuro?”, questionou Matoso.

Do time dos criadores do FreeCAD, o arquiteto belga Yorik van Havre explicou em qual lógica o software livre trabalha. “Você cria o seu próprio método de trabalhar. Você é o artesão que deveria saber e decidir qual é a melhor ferramenta”, afirmou. Com todo o código aberto, os usuários do programa podem fazer sugestões de melhorias e suplementos, além de criar relatórios de problemas no sistema, a fim de ajudar a solucioná-los. Assim, se cria uma rede colaborativa de profissionais engajados em torno do programa. “A gente costuma dizer que o FreeCAD é um projeto social antes de ser um projeto tecnológico”, pontuou.

Representando a FeNEA, a diretora geral da entidade, Francieli Schallenberger, destacou a importância que iniciativas como essa têm entre os estudantes de Arquitetura e Urbanismo, que podem começar a refletir sobre as sistemáticas de trabalho mesmo antes de se formarem. “Se o desenvolvedor controla o programa, por meio dele, ele controla os usuários. Então, se esse instrumento não é livre, é um instrumento de poder”, pontuou.

A live completa pode ser conferida no YouTube. O Ensa é uma promoção da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas conta apoio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR). A programação segue até domingo (6/12).


Matéria publicada originalmente no site da FNA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s